Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

38 possibilidades de vida

38 possibilidades de vida

10 de Agosto, 2019

1 ano e meio sem usar champô

Rosa marques.jpg

 

 

Não uso champô há ano e meio, uso apenas água da torneira, quanto mais fria mais bonito fica o cabelo, quanto mais quente (a que tolero) mais baço ou com aspecto oleoso fica. 

Em primeiro lugar o que mais gosto nisto é a liberdade, onde quer que esteja, desde que haja uma torneira posso lavar o cabelo, heheh. Em segundo lugar o que mais gosto é a beleza, que eu considero, do meu cabelo. Descobri que tenho um cabelo ondulado, ligeiramente frisado, solto (não agarrado á cabeça, sem volume). Cheira a algo que posso descrever como "pessoa humana", não afasta nem repugna o meu marido, e deixa-me a mim orgulhosa da cabeleira que tenho. Em terceiro lugar o que também gosto, mesmo muito, é de dispensar o cabeleireiro quando tenho algum casamento ou festa formal, basta lavar com água mais fria que o resultado é um brilho e volume que nenhum cabeleireiro consegue dar. 

Não inventei nada. Apenas descobri a técnica "NoPoo", mais precisamente "WaterOnly". Foi uma jornada de uns 6 meses até ficar no ponto, comecei em Dezembro de 2017, passei o Natal desse ano ainda com bom aspecto, e depois de um aspecto lambido e mais ou menos esquisito durante 6 meses, "acordei" um dia com uma cabeleira maravilhosa, isto há mais ou menos 1 ano atrás. 

O que me deixa divertida é ver quantidade de "coisinhas" para o cabelo que os supermercados vendem (e também farmácias e cabeleireiros), passar nesses corredores intermináveis e não levar nada de lá. Nunca fiz contas a beneficios financeiros com isto, mas também os há. O que me diverte e me deixa expectante, é a possibilidade de outras coisas que fazemos, porque sempre foi assim, e que a solução passa por fazer tudo ao contrário. Há imensas pessoas com imensos problemas com o cabelo, que gastam rios de dinheiro e tempo a aplicar "coisinhas" e nunca ponderaram a possibilidade de fazerem "nada", usarem apenas água, este post é para elas. 

Às vezes é no fazer tudo ao contrário que encontramos a solução.

Esta foi a primeira possibilidade de vida.

Rosa Marques

 

 

 

 

 

 

 

 

13 comentários

Comentar post